Cafeína! O poderoso termogênico

Cafeína! O poderoso termogênico

Se você toma termogênico, já ouviu falar da cafeína, descubra o poder dessa substância, os benefícios e cuidados. Vamos acelerar! 

Você sabia que a cafeína é a substância psicoativa mais consumida em âmbito global? Pois é. E não importa o gênero, a faixa etária ou a localização do mapa: o consumo mundial fica na média de 120 mil toneladas a cada ano que passa.

E se você acha que ela é encontrada apenas no café, saiba que está muito enganado (a).

Essa substância está presente em um total de 63 plantas, como folhas de chá branco, sementes de café, guaraná, cacau, erva mate, energéticos, refrigerantes de cola e por aí vai. Uma lata de coca conta com média de 34 a 41 mg de cafeína, enquanto uma xícara de café pode ter entre 70 a 140 mg da substância.

Mas afinal, o que será que você sabe sobre a cafeína?

Neste artigo, confira mais informações dessa substância poderosa; como ela atua no organismo, suas vantagens e até mesmo cuidados ao consumir.

Como a cafeína atua no organismo?

A cafeína é um alcalóide psicoestimulante do grupo das xantinas trimetiladas. Após consumida, ela leve entre 40 a 120 minutos para ser absorvida e levada à corrente sanguínea – tempo que varia com base no trato gastrointestinal de cada um.

No organismo, ela age principalmente na potencialização dos estados de atenção prolongada, vigília e estado de alerta. Além disso, ela também diminui a fadiga, aumenta o bem-estar e provoca resultados positivos no emagrecimento, no controle da frequência cardíaca, na melhora do humor e no aumento da concentração.

Como realizar suplementação com cafeína

A cafeína pode ser consumida tanto pelos alimentos concentrados nesta substância (como café, chá verde e outros) como via suplementação.

E quando o assunto é suplementação alimentar, vale destacar que essa substância foi liberada em produtos específicos para atletas desde maio de 2010 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Nos dias de hoje a cafeína é o principal componente dos suplementos termogênicos, que por sua vez, são voltados tanto à queima de gordura corporal como ao fortalecimento muscular.

Não à toa, esse suplemento deve ser consumido sempre antes dos treinos intensos (entre 30 minutos a duas horas antes da atividade física). Ele dará a energia necessária para o treino, trazendo muito mais disposição e possibilitando que a queima de gordura seja muito maior – tanto neste período como no período posterior ao exercício.

Alguns exemplos de suplementos termogênicos com alta concentração de cafeína temos o Termolen, Caffeine Pro, Lipodrol.

Vantagens da cafeína para o atleta

Para atletas, esse termogênico apresenta grandes vantagens, sendo ela uma aliada tanto na queima de gordura corporal como um estimulante para a musculação.

A seguir, confira quais são os principais benefícios da cafeína (seja ela consumida em plantas/sementes ou via suplementação):

& #8211; Estimulante, aprimora a concentração, melhora o foco e aumenta os níveis de energia corporais do indivíduo;

– Melhora do funcionamento do sistema cardiovascular;

– Aumento de energia e força;

– Melhora da performance;

– Inibição do apetite;

– Ainda atua na mobilização do cálcio muscular, melhorando o desempenho do indivíduo em exercícios de curta duração e alta intensidade;

A substância, por ser termogênica, auxilia na aceleração do sistema metabólico, queimando calorias de modo muito mais rápido e expressivo.

Cuidados e precauções para quem toma cafeína

Quando consumida de modo excessivo, ou seja, em altas quantidades, a cafeína também pode trazer efeitos negativos ao organismo.

De acordo com estudo realizado recentemente pela EFSA – European Food Satefy Authority – o consumo recomendado de cafeína por dia deve ser de até 400mg (algo como quatro xícaras de café) para adultos com, em média, 70 quilos. Mulheres lactantes ou grávidas devem reduzir esse consumo pela metade.

Entre os sintomas que podem estar atrelados ao consumo além do recomendado destacamos o aumento da secreção gástrica, sensação de ansiedade, aumento de refluxo gastresofágico, insônia, angústia e até mesmo efeitos de dependência química (visto que a cafeína é um psicoestimulante).

Sendo assim, se você é um consumidor assíduo de produtos com a substância e vem apresentando estes sinais recomendamos que o primeiro passo seja diminuir o consumo da cafeína. Não havendo melhora, faça uma visita a um clínico geral.

Gostou? Compartilhe!

Sobre o Autor

Nutricionista por amor… Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982

error: Não copie! Compartilhe! Entre em contato se quiser um artigo nosso.