Exercício Prancha – O que é, benefícios e variações

Exercício Prancha – O que é, benefícios e variações

O exercício prancha cada dia está mais “famoso”, usado em diversas modalidades de treino como Pilates, funcional e até no Yoga. Mas você sabe quais os benefícios? Quem pode fazer? Qual o jeito correto de fazer?

Esse é um ótimo exercício, porque ele pode ser feito em qualquer lugar: parque, casa, academia. Não exige máquina e nem carga; é apenas o seu peso e sua capacidade de estabilizar o corpo pelo maior tempo possível.

Como muitos exercícios Bodyweight, a Prancha tem muitos benefícios, mas por outro lado, requer alguns cuidados.

Por ser um exercício isométrico (sem movimento articular), ele é mais seguro que a maioria dos exercícios tradicionais. Porém, se feito de forma errada, poderá sobrecarregar alguma articulação.

Como fazer o exercício Prancha?

Existem muitas variações, que irei mostrar logo mais, mas vou explicar a prancha tradicional.

A posição é simples: deite em um colchonete com a barriga virada para baixo, apoie seus cotovelos nela; os cotovelos devem ficar alinhados com seu ombro (esse é um ponto importante, pois se seu cotovelo estiver à frente da linha do ombro, você poderá escorregar ou sobrecarregar os ombros).

Depois levante o quadril, mantendo-se apoiado apenas pela ponta dos pés e pelos cotovelos.

treino pranchaContraia bem o  abdômen, tentando “jogar o umbigo para dentro”, o quadril deve ficar bem alinhado com o tronco. Se o quadril estiver muito alto, a pressão no abdômen é menor e o exercício perde a eficiência, se o quadril estiver muito baixo a pressão vai toda para coluna lombar, o que acaba tornando o exercício perigoso.

Esse exercício não possui movimento, então o que contará são os segundos que você aguenta ficar nessa posição. Se você é iniciante comece com 15 segundos e aos poucos vá tentando aumentar.

Benefícios de treinar Prancha

O exercício prancha trabalha vários músculos das regiões dorsal e abdominal e também do quadril. O famoso CORE, é muito exigido nesse exercício.

Esse é um exercício proprioceptivo, ou seja trabalha músculos posturais e mais profundos, por isso temos alguns benefícios como:

  • Prevenção de lesão: devido à melhora na postura e na consciência postural, o risco de ter alguma lesão na coluna diminui.
  • Alívio de dores e recuperação de lesão: lombalgia (dores na lombar) e hérnia de disco são lesões em que esse treino é muito recomendado, pois além de promover o fortalecimento da região, ele não tem movimentos, o que torna a atividade mais segura.
  • Melhora na postura: se você possui algum desvio postural, esse exercício irá ajudar muito no alinhamento da coluna.
  • Definição do abdômen – nesse caso por dois motivos: um por trabalhar a região abdominal e outra por melhorar postura, explico melhor sobre a nesse artigo sobre a definição de abdômen.

Aqui na Hora do Treino você pode ter uma consultoria de treino, uma ferramenta completa para te ajudar entrar em forma. Dicas de Nutrição, Desafios, Receitas, Controle de Medidas, Chat com personal trainer, treinos personalizados por dia! Acesse! E tenha seu treino online!

Quem pode e deve praticar o exercício prancha?

Devido aos benefícios, fica nítido que esse exercício deve ser praticado por todos. Mas para algumas pessoas, em específico, esse exercício é mais recomendado.

  • Pessoas com desvios posturais, hérnia de disco e/ou lombalgia (dores na região lombar) devem fazer esse exercício porque irá ajudar, e muito, em suas patologias de uma forma segura. Melhor que a maioria dos movimentos.

Porém se você não tem muita consciência corporal, peça ao seu professor para analisar a posição. É importante saber se sua posição está reta. Pessoas com desvios ou dores tendem a jogar o quadril ou tronco para algum lado, provocando uma descompensação e correndo o risco de aumentar o desvio.

  • Atletas, amadores e iniciantes de qualquer atividade física devem treinar pranchar para poderem melhorar a resistência dos músculos da região do CORE.

beneficios da pranchaCom esses músculos mais fortalecidos e coordenados, serão capazes de realizar atividades mais intensas.

Variações e dicas

Com o tempo, a posição da prancha vai ficando cada vez mais fácil: aquela tremedeira deixa de existir e a queimação  fica cada vez menor.

Por ser um exercício de resistência, o mais óbvio inicialmente é ir aumentando o tempo da posição. Porém, convenhamos, não é muito animado ficar 2-5 minutos parado na mesma posição.

Colocar peso na lombar querendo aumentar a intensidade é uma péssima ideia. Não faça isso.

Para aumentar a intensidade no treino de prancha, você precisa provocar mais instabilidade. Para fazer isso pode tirar um pé do chão, estender um cotovelo ou tirar um braço e uma perna do apoio.

Se estiver acessível você pode usar alguns materiais como bola, bosu, balance disc, trx ou materiais irão provocar mais instabilidade, exigindo que o abdômen se contraia mais para se manter na posição.

Uma posição muito comum é a prancha lateral, essa posição irá atuar sobre os músculos da região oblíqua (região lateral do abdômen), e, para aumentar a intensidade, tirar uma perna já irá fazer uma grande diferença.

Dicas:

  • Durante a prancha, mantenha a cabeça alinhada com o tronco;
  • Procure fazer na frente do espelho para ver se sua postura está alinhada;
  • Caso o chão esteja deslizando, pode apoiar os pés em algum apoio firme, como na parede ou coluna;
  • Durante o exercício o quadril começará a querer ceder. Mesmo que isso aconteça  mantenha-se sempre na mesma posição; se não aguentar, pare, descanse e recomece;
  • Caso a posição seja muito difícil para você, em vez de apoiar com cotovelo, apoie com as mãos, mantendo os cotovelos estendidos.

E você faz o exercício prancha? Gostou? Compartilhe e…

Bom treino

Sobre o Autor

Personal Trainer e empreendedor. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Precisando de Personal Trainer? Que tal uma consultoria de treino online? - Saiba Mais CREF: 0859033-G/SP