Para que serve os exercícios de amplitude de movimento (ADM)

Para que serve os exercícios de amplitude de movimento (ADM)

Amplitude de movimento você já deve ter ouvindo falar, mas sabe qual a importância desses exercícios? Você deveria começar a praticar agora mesmo! 

A amplitude de movimento compreende o grau de amplitude atingido por uma articulação sinovial. Ou seja, ela é o movimento completo e normal que uma articulação tem a capacidade de realizar. O termo amplitude de movimento, também conhecido pela sigla ADM, é bastante utilizada no âmbito da fisioterapia. A ADM tem o intuito de avaliar de maneira funcional de um membro e uma articulação.

O movimento realizado por uma articulação, ou seja, de um osso que se movimenta em relação a outro, pode ocorrer por causa da contração dos músculos que envolvem a articulação, ou por causa da ação de alguma força externa, que é aplicada, fazendo assim com que a articulação efetue o seu movimento.

Nesse contexto, existem uma série de exercícios que são os chamados exercícios de amplitude de movimento. Para que uma determinada articulação mantenha a sua ADM (Amplitude de Movimento), é necessário que as estruturas estejam em constante movimento.

As causas da redução da amplitude de movimento

Umas da maiores causas da diminuição da Amplitude de Movimento é devido ao sedentarismo, postura inadequada e repetição de movimento. Conforme envelhecemos a ADM diminui provocando desvios posturais, dores, lesões e até perda de movimentos.

É importante destacar também que a postura inadequada ao dormir, sentar e também caminhar pode acarretar lesões que reduzem a capacidade de movimento. Sendo assim, pessoas que atuam em profissões que exige ficar muito tempo sentado devem corrigir a sua postura para evitar futuros problemas. O mesmo vale para atletas que sobrecarregam o corpo com treinos constantes.

Também  pode ser causada pela presença de doenças sistêmicas, ou por doenças na articulação, algumas doenças que afetam os músculos, bem como intervenções cirúrgicas inadequadas e traumas. Entre algumas doenças é possível citar a artrite reumatoide, que ataca as articulações e é um tipo de artrite autoimune.

Os exercícios para amplitude de movimento

Para sanar e amenizar tais transtornos de mobilidade, existem os chamados exercícios de amplitude de movimento esses exercícios é possível obter uma significativa melhoria e manutenção da flexibilidade das articulações.

Esses exercícios podem ser feito antes do seu treino, como um bom aquecimento corporal, além de melhorar a ADM você ativa a musculatura e lubrifica as articulações para o treino.

Os exercícios de amplitude de movimento contam com uma série de benefícios e vantagens. Eles fortalecem as juntas e os membros, proporcionando para a pessoa maior liberdade de movimentos e menos desconforto.

Outro benefício dos exercícios de amplitude de movimento é uma notável melhora na postura do paciente. Por meio desses exercícios, é possível efetuar a correção de postura, sentir menos dor ao mover determinadas partes do corpo e até mais agilidade.

Dependendo do nível de sedentarismo fica visível a melhorar na qualidade de vida, visto que movimentos simples do cotidiano, como caminhar, esticar os braços, entre outros, se tornam mais fáceis sem apresentar nenhum tipo de dor.

No caso dos atletas que sofreram algum tipo de lesão, por exemplo, os exercícios de amplitude de movimento podem promover uma recuperação mais rápida e saudável, bem como até acarretar uma melhora na performance.

Os tipos de exercícios

É válido afirmar que os exercícios de amplitude de movimento são classificados em três tipos distintos. São eles o ativo, o passivo e o ativo assistido.

Os exercícios ativos correspondem a exercícios realizados sem o auxílio de outra pessoa. Os exercícios ativos contam com a capacidade de melhorar a coordenação motora, aumentar a massa muscular, sustentar e até desenvolver a flexibilidade muscular, entre outras funções.

Os exercícios do tipo passivo são aqueles que dependem basicamente do esforço do fisioterapeuta ou personal trainer. De uma forma geral, os exercícios passivos são utilizados a partir do momento em que a pessoa não tem condições físicas para realizá-los.

E, por fim, há o exercício do tipo ativo assistido, que é realizado de forma conjunta, graças ao auxílio do fisioterapeuta ou personal trainer. É possível aferir que os exercícios ativos assistidos são usados quando os atos de estender ou de flexionar determinada articulação representa algum tipo de dor e, por causa disso, necessita do auxílio de alguém para efetuar o movimento.

Quando adotar os exercícios de amplitude de movimento?

Alguns exemplos de exercícios para beneficiar o movimento da articulação compreendem alongamentos, flexões, entre outros. Eles beneficiam a região dos ombros, da cintura, dos joelhos e demais partes do corpo.

Portanto, devido a essas características, tais exercícios são de suma importância, pois são úteis para favorecer melhores movimentos das articulações, reduzindo as dores e promovendo maior mobilidade.

Treinar a ADM é ótimo não para recuperação, equilíbrio muscular e prevenção de lesão, mas para ganho de performance, por essa razão atletas também devem fazer. Por mais que os exercícios possam parecer fáceis ou chatos para você que é atleta, por não apresentar nenhuma dificuldade, poderá fazer muita diferença na sua performance.

Gostou dessas dicas? Compartilhe, siga nosso facebook e…

Bom treino

Sobre o Autor

Personal Trainer por profissão, blogueiro por acidente. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Saiba mais sobre o Renato
CREF: 0859033-G/SP

error: Não copie! Compartilhe! Entre em contato se quiser um artigo nosso.