Heróis do esporte – Michael Jordan

Heróis do esporte – Michael Jordan

O melhor jogador de basquete de todos os tempos. Números que dificilmente serão superados. Não requer apresentação, seu nome já diz tudo: Michael Jordan!

Quem teve a oportunidade de ver um jogo de basquete com ele sabe: Jordan era diferenciado. Muito competitivo, tinha raça e habilidade deixando as partidas interessantes de ver e sua explosão era invejada por muitos, saltava no início do garrafão e enterrava a bola na cesta.

Alguns números do Michael Jordan mostram bem o que eu estou falando:

  • 6 vezes campeão da NBA com Chicago Bulls;
  • 5 vezes eleito MVP (jogador mais valioso);
  • Cestinha em 10 temporadas;
  • 2 medalhas de ouro;
  • 3º maior marcador de todos os tempos da NBA.

Financeiramente, ele foi uma máquina de fazer dinheiro para NBA, Chicago Bulls e patrocinadores, onde tinha Jordan tinha show. O craque, porém, sempre demostrou que jogava por amor ao basquete: o dinheiro era consequência. Essa postura fica clara quando em 1994, no seu auge, se aposenta.

No livro Michael Jordan por David Halberstam, mostra a trajetória do jogador e o fenômeno que ele foi para mídia e publicidade.

Michael Jordan chegou a anunciar aposentadoria duas vezes antes de encerrar sua carreira definitivamente. Em 1994 foi jogar baseball, mas retornou um ano depois trazendo mais títulos aos Bulls. Em 1999 anunciou aposentaria e virou executivo do Washington Wizards, voltando a jogar em 2001, pelo próprio Wizards e finalmente se aposentando em 2003.

Se isso não te impressionou essas cenas talvez irão.

Final de 1997. Bulls e Utah Jazz. Jordan jogou com febre e desidratado devido a um vírus estomacal. Ficou conhecido como o “The flu Game”.Jordan foi de outro mundo: fez 38 pontos, incluindo os 3 decisivos a 25 segundos do final para uma vitória de 90-88 que antecederia mais um título ao sexto encontro.
O jogo do sexto título. Os Bulls voltavam a Utah para mais um sexto jogo numa final. A 41,9 segundos do fim, a equipe de Chicago perdia 83-86. Jordan diminuiu para 1 ponto com uma entrada por entre e defesa de Utah. Bola para os Jazz. Jordan rouba-a de Karl Malone. Com 10 segundos para jogar, finta Byron Russell com eventual ajuda de uma falta não assinalada e encesta. Nos 5 segundos que ficaram, John Stockton falhou o triplo que contrariaria os 87-86 do título para os Bulls. E o que ficou foi o último tiro da carreira vitoriosa do melhor de sempre no jogo mais visto da história da NBA.

“Eu errei mais de 9000 arremessos na minha carreira. Perdi quase 300 jogos. Em 26 vezes confiaram em mim para fazer a cesta da vitória, e eu errei. Eu falhei uma vez, de novo e outra vez na minha vida. E é por isso que obtive sucesso.”                                                                                                                                                                                                         Michael Jordan

 

Sobre o Autor

Personal Trainer e empreendedor. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Precisando de Personal Trainer? Clique Aqui CREF: 0859033-G/SP