Transformação – Como eu emagreci 40kg em 1 ano

Transformação – Como eu emagreci 40kg em 1 ano

Sou Yuri, tenho 28 anos e trabalho na Esfer contabilidade. Era um cara que tinha uma rotina como a de milhões de brasileiros; iniciei um novo trajeto na minha vida, provocando muitas mudanças no meu dia-adia e provavelmente no meu futuro, gostaria de compartilhar com vocês.

Com o tempo passando, a rotina sempre atribulada, alimentação desregulada, não me dei conta para onde eu estava traçando meu destino e, quase sem perceber, cheguei em uma condição que realmente me incomodou,  128,9 kg. Pois é, quase 130 kilos.

Sempre fui disposto a atividades físicas, claro que nunca com intensidade e consistência suficientes para me trazer benefícios, talvez até o contrário. Eu estava com inúmeras limitações, dores nas costas e joelhos, sempre me machucando, e meus 30 anos chegando, várias outras preocupações tomaram conta da minha cabeça: saúde, família, filhos, o que quero pra mim? Onde quero chegar? E como?

No meio do ano de 2014, mais precisamente em 11 de agosto, dei o primeiro e talvez mais importante passo desta caminhada: fazer a matrícula na academia junto de um grande amigo (Rud) que já praticava natação. Este amigo já havia tentado me convencer a iniciar uma academia, meu cunhado (Renato) também, ambos sem sucesso.

transformação fitnessMas desta vez não, desta vez era diferente, porque tem alguém que queria mais que tudo, mais que qualquer pessoa, e este alguém era EU, eu sabia o que queria e queria de CORPO e ALMA. Meu objetivo: chegar nos 100 kilos.

De sedentário para ativo – o início da transformação

No meio de agosto de 2014, baixas temperaturas pela manhã, contrariando as estatísticas estava devidamente matriculado e iniciei os treinos de natação. Dez para seis da matina e eu entrando na sala de natação, sem condicionamento algum.

Lembro claramente do olhar de alguns nitidamente me condenando em pensamentos como: “Este aí tenho certeza que não dura uma semana” – “Olha o gordinho”, mas também me lembro claramente do apoio de outros, que logo no primeiro dia já puxaram assunto, e disseram “foca no que você quer e arregaça”, não preciso nem responder para qual pensamento direcionei minha energia.

Sempre tem alguém para nos desmerecer ou menosprezar, pessoas pobres de espírito, que não tem ideia da influência que isso pode ter numa cabeça que não está ali para a guerra, mas eu estava, e comprei a briga, não ia deixar o campo de batalha antes de lutar com toda minha força, e assim eu fiz.

Que dificuldade aqueles 25 metros eternos de uma borda a outra, que exigiam um tempo de descanso antes de iniciar aquele mesmo trajeto de volta, olhar para a raia do lado e ver aquele Sr. de quase 60 anos (Marcão) nadar 200 metros enquanto eu nadava 50, era ao mesmo tempo vergonhoso e motivador. Mas eu não tinha pressa.

transformação fitnessCom o passar das primeiras semanas, o rendimento começando a melhorar, ou apenas o meu psicológico que já havia se convencido que aquela piscina talvez não fosse tão grande assim, decidi ir um pouco mais além, sabia que eu precisava de um déficit calórico para otimizar meus planos, então encaixei na minha rotina um início e um final diferente, começando o dia com a natação as 6 da manhã, seguindo para o serviço e, após o serviço,retorno para a academia, para aulas de spinning  às 18horas, todos os dias.

Mais um baque, como assim fica de pé…como assim pedala forte….como assim pegada dois? Eu to morrendo e não acabou a primeira música, o que eu faço?

Calma… Respira… Continua. Não dá em pé? Pedala sentado. MAS CONTINUA.

Meu foco inicial ficou em realizar os treinos de natação e spinning, tudo isso aliado a uma restrição alimentar, proteínas, saladas verdes a vontade, pouquíssima quantidade de carboidratos e quase sempre integral. Entenda que restrição alimentar não tem nada a ver com ficar sem comer, eu tentei não deixar meu corpo sentir fome, assim precisei organizar meu dia e mudar alguns hábitos.

Depois do primeiro mês, a balança já me deu o melhor feedback que eu podia ter, uma injeção de ânimo, um amostra do que somos capazes de fazer,  eu já havia perdido 9kg!

A partir daí decidi me pesar todo dia, atitude que colaborou ainda mais para os meus resultados, pois me controlava no dia a dia. Sim, fiquei um pouco neurótico, mas conversando com pessoas que tiveram a mesma experiência, pude ver que esta loucura que entramos é normal e tende a diminuir conforme ficamos mais a vontade, mas ela também é boa porque te estimula a se controlar. Ler os rótulos dos alimentos, por exemplo, hoje leio todos. Rss

Só que se pesar todo dia também exige calma, quando você fica estagnado em um peso uma semana e fica puto, pensando: o que fez de errado, e aí em dois dias baixa 1,5kg.

mudanca-fitness3Saber levar os dias “ruins” foi essencial, mas o que me fez ir mais longe sem dúvida, foi a persistência. Vários dias eu não queria sair da cama, queria ir para casa depois do trabalho, mas lutava contra essa preguiça.

No terceiro mês quando comecei a sentir os resultados reais de todo o esforço que eu estava desempenhando, uma enfermidade: apendicite. Dois dias de sofrimento, operação às pressas, todos os médicos me garantiram que não houve nenhum vínculo com a minha mudança de rotina. “Que raiva, logo agora!”

Segurei a dieta em casa, segui as instruções médicas e, para minha alegria, depois dos primeiros quinze dias afastado, no retorno ao médico, a liberação para voltar apenas a nadar, sem abusar, mas tudo bem, a esta altura eu só queria voltar. Mais uma vez a mente tem que ser forte, mais que o corpo, e colocar medos e inseguranças de lado, para que isso não atrapalhe o seu objetivo real.

Nunca, apesar das dúvidas ou medos, eu pensei em desistir, e ainda não penso, pois o objetivo hoje só mudou. Para minha alegria, no retorno as atividades a balança mostrou um peso igual ao de quando me afastei, a dieta em casa surtiu efeito mesmo sem treinar, agora eu vou com tudo, devagar, mas com tudo.

Mês a mês o peso foi baixando, o rendimento melhorando, aqueles 600 metros nadados em uma hora já se tornaram 1800. E este passou a ser meu maior estímulo, sempre fui competitivo, e agora tinha que competir comigo mesmo.

Chegava o quinto mês e o maior presente da balança veio os almejados 100Kg, mas eu já não estava mais a vontade com eles e vi que dava mais. Eu tinha um novo objetivo baixar dos três dígitos para 98, e isso foi rápido, imediatamente me jogando para uma meta mais ambiciosa. E assim chegamos ao sexto mês de treino, final de fevereiro começo de março.

Nesse momento o Renato e um amigo nutricionista me avisaram que podia estar perdendo muita massa magra, devido a dieta e quantidade atividade aeróbica que estava realizando, que deveria iniciar musculação para ganhar massa magra, fortalecer e dessa forma proteger minhas articulações de lesões.

transformacao2Montamos uma dieta para buscar um equilíbrio, e eu inseguro, com medo de reduzir a perda de peso não segui. Hoje seguiria e talvez estivesse com uma melhor qualidade muscular. Diminui as pedaladas noturnas e  as subistitui por uma musculação.

Mais uma barreira, boladões e boladonas para todos os lados, e você ali no meio sem saber muito o que fazer… Isso é normal, todos passamos, e de verdade a barreira psicológica que impomos quando nos deparamos numa situação como essa pode nos atrapalhar muito, então a melhor coisa a fazer é fechar a cara e treinar. E assim comecei a aprender, estudar, ler sobre o assunto, me aperfeiçoar e me motivar.

Na musculação me encontrei. Hoje vivo isso.

No sexto mês eu já estava pesando 96 kilos, e mesmo após aprimorar dieta e treino,continuei reduzindo e fui até os 90. Sim, JÁ TINHA NESTE MOMENTO ELIMINADO 39,9 KILOS, 8 meses após aquele dia difícil de frio que comecei a nadar.

mudanca-fitnessCom a musculação comecei a ganhar massa magra, subia na balança e me preocupava com o peso que agora começava a aumentar. Como já me havia sido avisado, passei a ser melhor amigo do espelho que da balança. Principalmente quando seu peso aumenta e, mesmo assim, você saiu de uma calça 50 para uma 42  =).

Sentir o corpo mais maciço, rígido, tudo vira estímulo, sem falar na disposição, que se antes era boa, agora sentisse voar. A partir daí mudanças mais visíveis, elogios dos amigos e inspirar pessoas, tudo passa a te jogar pra frente.

Hoje posso falar que se você quiser muito, quiser de verdade, acredite, mentalize seu objetivo, para que seu corpo todo trabalhe a favor, é lei da atração, é molecular, chega ser ser física. “Queria, acreditei e realizei”, e comece pela sua cabeça.

Agradeço muito a todos que estiveram comigo durante esta trajetória:

Equipe Hora do Treino – por sempre estar disposta a sanar minhas dúvidas, me incentivar e me orientar sempre com maior clareza.

Saul Carpinelli – nutricionista esportivo, meu amigo pessoal. Obrigado pela sua dedicação a mim, por tudo que fez e ainda faz.

Academia A+ Fitness – Sempre portas abertas para montar meus treinos e me receber para os exames.

Health Care Nutrition Center – Meu amigo Keith, sempre pronto a ajudar na suplementação que preciso.

Academia Runner – Equipe áquatica, em especial aos meus amigos Fabio e Felipe (Batman e Robin).

Minha esposa Bianca – sempre me apoiou e me incentivou!

Aos meus pais e irmã – que estavam sempre ao meu lado incentivando e ajudando nesse novo trajeto.

yuriYuri Fernandes - Contador na Esfer
Obrigado e Bons treinos!

Sobre o Autor

Quer mais informações? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato! via Fale Conosco