Gelo – Crioterapia para lesões no esporte e no treino

Gelo – Crioterapia para lesões no esporte e no treino

Quando sofremos algum tipo de trauma físico, a primeira coisa que vem à cabeça é utilizar o gelo para evitar o inchaço. Mas, também, é usado por praticantes de atividade física e não só quando sofre traumas.

A colocação de gelo ou técnica de imersão no gelo é muito usada no atletismo e em atividades onde a intensidade é muito alta, o nome dessa técnica é crioterapia.

Os benefícios do gelo para tratamento

Após um treino intenso sentimos fortes dores musculares devido a micro-lesões e espasmos (contração involuntária) no esporte temos traumas por contato físico, que também gera dores e desconfortos.

Ao aplicar o gelo obtêm-se alguns benefícios como:

  • Anestesia: diminuição da dor, devido ao resfriamento a velocidade de condução nervosa diminui.
  • Anti-inflamatório: o frio aumenta a pressão nos vasos e a maior concentração de oxigênio;
  • Diminuição do espasmo: diminuição da contração involuntária do músculo.

Como deve ser feito o uso do gelo para tratamento de lesões?

Há duas formas de usar:

1. Com bolsa térmica ou spray – Mais conhecido por ser usado após traumas. Deve ser usado em local específico e não pode passar mais de 20 minutos de contato com pele. O spray promove a mesma sensação que o gelo e facilita a aplicação principalmente no esporte.

2. Banho de imersão – Essa está sendo cada vez mais usada por atletas, mas alguns cuidados devem ser tomados. O banho nada mais é do que uma banheira com água e gelo, o corpo deve entrar na água até quadril. O tempo deve ser entre 4 a 6 minutos.

Deve se tomar alguns cuidados no banho de imersão no gelo, evite esfriar a área do tronco e cabeça, não se deve locomover depressa, saltar ou promover qualquer tipo de movimento exagerado.

Outro cuidado importante é com os pés, a ponta dos pés podem sofrer isquemia (baixo suprimento sanguíneo) por ser uma região pouco inervada, assim você termina a imersão sem sentir a ponta do pé, para evitar isso coloque luvas cirúrgicas na ponta dos dedos.

Quando colocado diretamente na articulação deve ser aplicado por 10 minutos e tomando cuidado ao se movimentar, pois a articulação estará enrijecida e o risco de lesão é maior.

Quando usar e não usar o gelo para tratamento de lesões?

O mais comum é usar o gelo após traumas e lesões como entorse ou luxação, típico em esportes de contato onde a exposição a esse tipo de lesão ocorre com mais frequência.

Gelo crioterapiaO uso também pode ser feito após atividades muito intensas como em maratonas, onde o corpo é exigido ao máximo, usando o banho de imersão. Nesses caso é muito válido para recuperação do atleta, principalmente quando o atleta é exigido ao máximo em um tempo curto.

Quer um exemplo? Na copa do mundo, em todos os jogos, os atletas dão seu máximo na partida. O espaço entre os jogos é curto (afinal é um mês de campeonato). Para que o atleta esteja sempre 100% e possa participar, dos treinamentos e dos jogos, e ter menor risco de lesão as seleções usam o gelo pós jogo.

Essa é uma boa dica para você que adora fazer provas longas em vários países, faça o banho de gelo após a prova e curta a viagem no dia seguinte ao invés de ficar cheio de dores na cama.

O gelo não deve ser usado quando a pessoa possui sintomas de trombose, feridas abertas e artrite. Também deve-se evitar em casos de tratamento radioterápico.

Agora você sabe porque quando um atleta sofre uma pancada o médico passa apenas um spray que promove as mesmas sensações do gelo.

Conhecia a crioterapia? Tem mais dicas para gente? Deixe um comentário e…

Bom Treino

Sobre o Autor

Personal Trainer por profissão, blogueiro por acidente. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Saiba mais sobre o Renato
CREF: 0859033-G/SP

error: Não copie! Compartilhe! Entre em contato se quiser um artigo nosso.