Ingestão de carboidratos – recuperação e queima de gordura após o exercício

Ingestão de carboidratos – recuperação e queima de gordura após o exercício

A ingestão de carboidratos é muito importante, pois tem várias funções dentro do nosso organismo; saber qual e como ingeri-los fará diferença na recuperação pós-treino e para queima de gordura.  

As dietas com restrição de carboidratos (pães, cereais, massas) ganharam adeptos nos últimos anos na população em geral e entre atletas que querem reduzir sua gordura corporal.

O motivo desta estratégia é que os carboidratos são a primeira escolha de energia do corpo, dessa forma a reserva de energia, que é o tecido adiposo, fica armazenado e não há redução de peso, apenas porque o carboidrato é utilizado primeiro.

Isto é em grande parte verdadeiro, pelo menos durante as horas do dia em que o indivíduo não pratica nenhum tipo de exercício físico e pode tirar vantagem de “queimar” as reservas de gordura, limitando a ingestão de bebidas açucaradas, pão branco, cereais, arroz e batatas, afinal, sem carboidratos o corpo irá recorrer às reservas de gordura.

Mas o que acontece na pessoa que se exercita regularmente e precisa de uma ingestão de carboidratos?

Neste caso, é necessário tirar proveito do período pós-exercício.

Este período é caracterizado por uma baixa reserva de carboidratos (glicogênio muscular) e uma predisposição muscular para absorver nutrientes.

Quando se comete o erro de não comer após o treinamento, a única coisa que causa é o incentivo da destruição de fibras e uma recuperação do glicogênio muscular deficiente, que eventualmente predispõe à fadiga e lesões.

Nas primeiras horas após o exercício o corpo continua queimando gordura, além do já “queimado” durante o treino, dessa forma realizar esse tipo de dieta neste período é uma prática destrutiva.

O corpo precisa de energia para realizar as funções básicas. Se não há energia disponível (entende-se por carboidrato) o organismo começa a utilizar proteína como fonte de energia e ele tira exatamente do músculo. Aquele músculo que você treinou horas para fazê-lo crescer não terá resultado por não consumir carboidrato no pós treino.

ingestão de carboidratos O tempo ideal para ingestão de carboidratos (e proteínas) é de 3 a 4 horas após o exercício. São boas opções bebidas isotônicas, pão branco, massas, frutas, cereais e até mesmo aquele doce geralmente proibidos em dietas que não consideram o exercício.

Porém, se o seu foco for diferente, não tem problema nenhum eliminar o doce de vez, trocar tudo por opções integrais e frutas menos calóricas.

Isso precisa ser resolvido em conjunto com o profissional nutricionista. O que não pode ser feito é eliminar o carboidrato no pós treino.

A razão desta estratégia é que o músculo aumenta a absorção e a mantêm durante 3 a 4 horas, com a condição de que a primeira dose de carboidrato seja ingerida dentro de 30 a 45 minutos após a conclusão do exercício.

Caso contrário, esse aumento da absorção não ocorre e se altera a predisposição do músculo para absorver nutrientes.

A recomendação é então consumir um líquido açucarado rapidamente no final do exercício e, em seguida, apreciar um bom prato de massas, sushi ou algum alimento rico em carboidratos.

Para quem está acima do peso, essa ingestão de carboidratos deve ser limitada. Converse com um nutricionista e adeque sua quantidade de carboidratos durante o dia.

Dessa forma será possível emagrecer, ganhar massa muscular e resistência com saúde e disposição.

Marque sua consulta! Clique aqui

Sobre o Autor

Nutricionista por amor... Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982