Conheça mais sobre o ômega e a importância para sua saúde

Conheça mais sobre o ômega e a importância para sua saúde

Se você se preocupa com sua saúde já ouviu falar do poder do ômega, descubra porque você precisa desse nutriente! 

Ômegas 3, 6 e 9 são ácidos graxos essenciais para o organismo, principalmente porque estão diretamente ligados ao crescimento, à atuação no cérebro e à saúde.

Entre os três tipos de nutriente, o ômega 3, que é encontrado em alimentos como peixes, oleaginosas e algumas sementes, é o mais popular, haja visto que sempre está impresso em embalagens de produtos comuns, como atum e sardinha, que são muito consumidos pelos brasileiros.

De modo geral, é possível dizer que tanto o ômega 3 quanto o 6 e 9 são o que chamamos de “gorduras do bem”, já que se tratam de gorduras que são necessárias e que fazem bem ao organismo.

O ômega 6, por exemplo, pode ser encontrado em todas as células corporais, embora não seja produzido pelo próprio organismo – que só obtém esse tipo de nutriente quando é alimentado com ingredientes como óleo de soja e nozes.

Já o ômega 9, por sua vez, é uma gordura monoinsaturada que pode ser encontrada em alimentos como azeite de oliva, azeitonas, abacate e oleaginosas, como nozes, amendoim e castanhas.

A principal função desse tipo de nutriente no organismo é que ele atua como um anti-inflamatório, além de ser indicado, conforme estudos na área da saúde, para evitar alguns tipos de câncer e doenças coronárias, já que atua no combate aos radicais livres.

Separamos a diferença entre eles e os benefícios individuais de cada um.

benefícios do omegaQuais são os benefícios do ômega 3, 6 e 9?

Ômega 3:

– Ajuda a combater inflamações;
– Auxilia no funcionamento adequado do sistema imunológico;
– Pode ajudar na perda de peso;
– Equilibra os níveis de insulina;
– Acelera o metabolismo.

Ômega 6:

– Essencial para o bom funcionamento do organismo;
– Incentiva o crescimento celular;
– Ajuda a prevenir a osteoporose (fraqueza dos ossos);
– Auxilia na prevenção do câncer de mama;
– Reduz a pressão sanguínea.

Ômega 9:

– Diminui os níveis de colesterol;
– Atua como um anti-inflamatório natural;
– Reduz a resistência do organismo à insulina;
– Melhora o sistema imunológico;
– Previne contra alguns tipos de câncer.

Onde encontrar Ômega 3, 6 e 9?

Os três tipos podem ser encontrados em alimentos. No entanto, em relação aos ácidos graxos essenciais 3 e 6, que apenas podem ser obtidos através dos alimentos que contém o nutriente, o 9 pode ser produzido, mesmo que de forma tímida, pelo próprio organismo quando há equilíbrio entre ômega 3 e 6.

Ômega 3: está presente em peixes, como salmão, atum e sardinha, sementes de chia e de linhaça e em oleaginosas, como amendoim, amêndoas, castanhas e nozes, entre outros alimentos.

Ômega 6: pode ser encontrado tanto no óleo de soja, quanto no óleo de canola e no azeite de oliva, além de também estar presente em oleaginosas, como nozes e castanha-do-pará, e nas sementes de cânhamo, entre outros.

Ômega 9: está presente em alimentos como azeitonas, abacate, amêndoas, amendoim, óleo de gergelim, pistache, nozes, caju, avelã e macadâmia, entre outros.

Quais são as principais diferenças?

O 3 é o mais importante entre os três tipos de nutrientes para o organismo. Ele também é chamado de ácido alfa-linolênico (ALA)ácido eicosapentaenoico (EPA) ou ácido docosahexaenoico (DHA).

Trata-se de um ácido essencial, isto é, que não é produzido pelo organismo e precisa ser obtido através de alimentos, como os citados no tópico anterior. De forma geral, o ômega 3 é de extrema importância para a saúde do cérebro, bem como para o sistema nervoso.

O 6 é o ácido linoleico (LA), que também se trata de um ácido essencial como o ômega 3. De forma geral, é um tipo de ácido gordo que precisa estar no organismo em equilíbrio como o ômega 3, haja vista que evita febres prolongadas, doenças e é importante porque atua como anti-inflamatório.

Já o 9, por sua vez, é o menos importante entre os 3 tipos de ácido graxo. Trata-se do ácido oleico, encontrado em gorduras animais e óleo de azeite de oliva. Por não ser um ácido essencial, não pode ser encontrado em forma de suplemento.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe siga nossa FanPage! 

Sobre o Autor

Nutricionista por amor... Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982