Colágeno tipo 2 entenda a diferença e sua importância

Colágeno tipo 2 entenda a diferença e sua importância

Você já ouviu falar no colágeno tipo 2? Sabe qual a importância dele para a sua articulação? O colágeno é uma proteína de grandíssima importância para a manutenção da saúde, sendo ela representante de mais de 30% das proteínas totais do organismo.

Suas principais funções são manter os músculos, a pele, o cabelo e os ossos mais fortes e resistentes. Além disso, o colágeno também é um aliado do emagrecimento saudável e da formação de tecidos saudáveis.

A seguir neste artigo confira mais sobre o colágeno do tipo II, suas funções e benefícios.

Qual a diferença do colágeno para o colágeno tipo 2?

O colágeno consiste em uma proteína fibrosa presente nos ossos, tendões, pele, vasos sanguíneos, dentes, cartilagens, intestinos e assim por diante. Ele corresponde a, em média, 6% de todo nosso peso e a 30% da proteína total presente no organismo.

O colágeno tipo 2, por sua vez, é um colágeno não-desnaturado que deriva da cartilagem do frango.

O procedimento de fabricação do colágeno tipo 2 é patenteado, ocorre em baixíssimas temperaturas e de modo não-enzimático – o que garante que o colágeno obtido seja puro, sem alterações na estrutura molecular e, consequentemente, em suas próprias atividades biológicas.

colágeno não-desnaturado, a qual estamos nos referindo neste artigo, não deve ser confundido com o colágeno não-hidrolisado.

Isso porque o processo de desnaturação que leva a fabricação do colágeno do tipo 2 não altera a sua estrutura molecular quando realizado por meio de processos enzimáticos. Por outro lado, a hidrólise do colágeno somente ocorre quando a estrutura desnaturada é submetida a condições preestabelecidas e controladas, que pode ser feita por meio de ligações enzimáticas ou químicas.

A seguir, confira quais são os principais benefícios do colágeno tipo 2.

Benefícios do colágeno tipo 2

O colágeno tipo 2 nada mais é do que a proteína responsável pela firmeza e tração da cartilagem da pele. Não à toa, seu consumo deve ser ministrado tanto para a prevenção como para o tratamento de qualquer tipo de doença que afete os ossos ou articulações.

A seguir, confira em tópicos os principais benefícios da cartilagem do tipo II.

-> Fortalecimento muscular e consequente auxílio no ganho de massa magra;
-> Maior elasticidade para a pele (o que além de fortalecê-la também previne o envelhecimento precoce);
-> Tratamento complementar a doenças nas articulações e cartilagens;
-> Fortalecimento de unhas e cabelos;
-> Auxílio na queima de calorias;
-> Prevenção e tratamento de uma série de condições, tais como hipertensão, osteoporose, respiração superficial, fadiga crônica e outras.

Apesar de tantos benefícios, o maior deles está no fortalecimento e aumento da flexibilidade das articulações. A seguir, confira mais sobre o assunto.

Por que o colágeno tipo 2 é tão importante para as articulações?

O colágeno do tipo 2 tem como principal foco a recuperação da saúde articular do indivíduo. Não à toa, ele é recomendado para:

-> Reconstrução de tecidos articulares desgastados ou prejudicados do corpo;
-> Manutenção da saúde e prevenção de doenças nas articulações;
-> Alívio de inflamações ou desconfortos nas articulações;
-> Restabelecer o equilíbrio das cartilagens;
-> Melhora da mobilidade;
-> Tratamento complementar de artrite;
-> Melhorar a saúde das articulações de modo geral.

A medida em que vamos ficando mais velhos a produção natural de colágeno diminui, sendo ela 1% mais baixa após os 30 anos e até 2% mais baixa para o público feminino após a menopausa.

Não à toa, a suplementação com colágeno pode ser recomendada para evitar o aparecimento de doenças que afetem as articulações e até mesmo para tratá-las, caso elas já tenham se manifestado.

Quem pode tomar o suplemento?

O suplemento de colágeno tipo 2 é recomendado já a partir dos 30 anos, quando a produção natural desta proteína passa a ser mais lenta.

Além disso, recomenda-se aliar o uso do suplemento de colágeno ao consumo de antioxidantes naturais, visto que são eles que garantirão a fixação e sintetização do colágeno no organismo, além de otimizar o seu desempenho, evitando ainda mais o desgaste das articulações.

Cuidados

Mulheres grávidas ou lactantes só podem realizar o consumo de colágeno tipo 2 caso haja recomendação médica.

Além disso, o consumo do suplemento deve ser de uma cápsula por dia, preferencialmente após o almoço. Quantidades superiores a essa só podem ser ministradas caso haja recomendação de um profissional da saúde.

Gostou desse artigo? Compartilhe! Curta nossa FanPage!

Sobre o Autor

Nutricionista por amor... Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982