Suplemento Albumina – O que é? Como tomar? Quais os benefícios?

Suplemento Albumina – O que é? Como tomar? Quais os benefícios?

A albumina tem sido bastante utilizada nas academias, mas você sabe para que ela serve? Por que ela se tornou a queridinha dos atletas? Entenda melhor como ela funciona.

O suplemento albumina proporciona saciedade e pode contribuir para a recuperação de pessoas que sofreram queimaduras e na recuperação após cirurgias, e claro na recuperação muscular.

O que é Albumina?

Ela é a principal proteína presente no sangue que desempenha funções importantes, como manutenção da pressão dentro das células, transporte de hormônios produzidos pela tireoide, de ácidos graxos livres e de hormônios lipossolúveis (necessitam de gordura para sua absorção, como no caso dos hormônios da tireoide e hormônios sexuais), além do controle do pH (nível de acidez).

Essa proteína é de origem animal, sendo suas principais fontes carnes, leite e ovo. O Whey Protein é também composto por albumina.

Ela é rica em vitaminas do complexo B e minerais como potássio e magnésio. A albumina ainda é fonte de aminoácidos essenciais, ou seja, que não são produzidos pelo nosso corpo.

Os benefícios da albumina

O suplemento de albumina é um aliado no ganho de massa muscular porque ela possui proteínas de alto valor biológico que ajudam a reparar os músculos que sofreram micro lesões devido à prática de exercícios. Esses músculos são reparados e ficam maiores e mais fortes.

suplemento albuminaAlém disso, ele também pode contribui para a perda de peso devido à saciedade que ocorre porque é um nutriente rico em proteínas que tem uma digestão mais lenta.

Alguns outros estudos também apontam que o suplemento pode ser interessante para pacientes que sofreram queimaduras e na recuperação após uma cirurgia.

Além do uso da albumina como suplemento alimentar no esporte e atividade física, ela pode ser usada como suplemento nos seguintes casos:

  • Doenças hepáticas graves, como cirrose, ascite e em casos de transplante do fígado
  • Cirurgias no coração
  • Choque hipovolêmico (em que há perda de grandes quantidades de sangue ou líquidos do corpo)
  • Síndrome nefrótica
  • Casos de grandes queimaduras, em que a pele perde líquidos, eletrólitos e albumina.

Existem outras situações em que a suplementação de albumina ainda não é consenso:

  • Desnutrição proteica grave
  • Doenças do sistema digestivo
  • Choque séptico
  • Intoxicação por medicações ou produtos químicos.

Como tomar Albumina?

Esse suplemento pode ser encontrado na forma de pó ou pode ser encontrada em tabletes, e deve ser ingerida após o treino, com o objetivo de reconstrução da musculatura treinada.

Se tiver preferência para a forma de pó, deve consumi-la dissolvida em um líquido de preferência frio, para evitar a quebra da mesma e consequente alteração do sabor.

A água é uma opção, porém, outras boas opções são a água de coco, sucos e vitaminas, pois além de incorporar os carboidratos importantíssimos no pós-treino, também melhora o sabor.

Procure combinar o consumo de albumina com um carboidrato, pois este macronutriente ajuda na entrada de proteínas no músculo. Se não houver restrição, vale ingerir com a maltodextrina ou dextrose, ambas boas fontes de carboidratos.

Quantidade recomendada

Não existe recomendação de consumo diário para a albumina. Está recomendação só existe quando há um objetivo por trás de seu uso, como por exemplo, o desenvolvimento de massa muscular.

Nestes casos a recomendação é individual e feita a partir de uma análise geral da alimentação diária juntamente com a nutricionista.

Ao ingerir-la procure beber muita água para evitar problemas nos rins. Toda dieta e suplementação precisa ser recomendada por nutricionista.

Riscos ao ingerir albumina em excesso

Sempre bom lembrar que todo o excesso é prejudicial, quando consumida em excesso, o suplemento albumina pode favorecer o aumento de peso, levar à retenção de líquidos e até favorecer uma hipertensão, isto porque ele possui grandes quantidades de sódio.

Outro risco pode ser uma futura complicação renal, por conta do excesso de consumo de proteínas.

Gestantes, lactantes e pessoas com alergia ao ovo devem evitar o consumo do suplemento.

Pessoas com problemas no intestino também devem tomar cuidado com o consumo, devido ao fato do suplemento favorecer flatulências.

Por fim, quem tem problemas renais também deve tomar cuidado, pois o excesso de proteína pode sobrecarregar os rins.

Quer comprar sua albumina? Acesse nossa loja: Clique aqui

Gostou? Compartilhe!

Sobre o Autor

Nutricionista por amor… Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982

error: Não copie! Compartilhe! Entre em contato se quiser um artigo nosso.