Whey vegano, já ouviu falar?

Whey vegano, já ouviu falar?

Quem faz atividade física sabe da necessidade de suplementação e por muitos motivos o “Whey Vegano” vem ganhando novos adeptos. 

Hoje em dia, além de suplementos proteicos feitos à base de proteína do leite e da soja, como Whey Protein e Soy Protein – usados por quem faz exercícios físicos – as proteínas do arroz e da ervilha vêm sendo usadas por quem deseja ganhar massa muscular.

O surgimento destes novos produtos no mercado ocorreu principalmente devido ao aumento do número tanto de pessoas veganas como de alérgicos a soja ou a lactose. Para conseguir atender as necessidades específicas deste público, a indústria precisou desenvolver muito mais pesquisas.

Nos últimos anos houve um enorme crescimento na venda e no consumo dos suplementos à base de proteínas de origem vegetal (veggie protein).

Estudos sobre o “Whey Vegano”

Recentemente novos ensaios clínicos mostram que os suplementos proteicos vegetais parecem possuir qualidades equivalentes às da proteína do soro do leite.

Podemos citar aqui dois exemplos de estudos:

O Nutrition Journal, avaliou o efeito da suplementação de whey protein e da proteína do arroz na composição corporal de indivíduos submetidos a exercício de força.

Dois grupos: um consumia 48g de whey isolado e o outro, 48g de proteína isolada de arroz durante oito semanas; resultado: após as oito semanas, ambos os grupos aumentaram a massa magra e apresentaram redução de gordura corporal, sem apresentar diferenças significativas entre eles.

Journal of the International Society of Sports Nutrition, avaliou 161 homens, entre 18 e 35 anos praticantes de musculação.

Eles foram divididos em três grupos e acompanhados por 12 semanas. No primeiro grupo, 53 indivíduos receberam suplementação com proteína da ervilha (veggie protein).

No segundo, 54 indivíduos receberam suplementação com proteína do soro do leite (whey protein) . Já no terceiro grupo, 54 indivíduos receberam o placebo.

Resultado: significativo aumento da espessura muscular em ambos os grupos com a suplementação proteica (whey ou ervilha) em comparação com o grupo placebo.

whey veganoVale ressaltar que existem inúmeras evidências científicas para o uso do whey ao contrário das proteínas de origem vegetal, onde os estudos são escassos. No entanto, como esses estudos demonstram, ambas as fontes proteicas parecem ser benéficas para o ganho muscular.

Posso suplementar com proteína vegana?

O processo de absorção acaba sendo igual,  o resultado final será o mesmo – aumento de massa magra e redução de gordura – desde que associada à prática regular de atividade física e com uma alimentação balanceada.

O ponto positivo dessas novas versões de proteínas é o alcance às pessoas que apresentem intolerância alimentar, sem oferecer contraindicação.

Os benefícios dos suplementos de proteína são comprovados por diversos estudos para ganho de massa muscular, no auxílio ao tratamento do diabetes 2, no tratamento da obesidade e da síndrome metabólica e na prevenção da perda muscular excessiva relacionada ao envelhecimento.

Mas vale ressaltar que a suplementação não deve substituir alimentos e as doses devem ser sempre individualizadas. Por isso a avaliação e o acompanhamento com o nutricionista são fundamentais para indicar as melhores opções do mercado e para se obter apenas os benefícios nutricionais da suplementação.

Agora você já conhece as vantagens do “whey vegano”! Gostou? Compartilhe!

Sobre o Autor

Nutricionista por amor… Deixe que a nutrição cuide de você! Marque sua consulta CRN:3-40982

error: Não copie! Compartilhe! Entre em contato se quiser um artigo nosso.