Conheça mais sobre os hormônios Adrenalina e Endorfina

Conheça mais sobre os hormônios Adrenalina e Endorfina

Adrenalina e endorfina, talvez você não saiba o que é exatamente, mas com certeza já sentiu eles atuando no seu corpo. Entenda mais o que são e o que provocam esses hormônios. 

Músculos tensionados prontos para ação, o coração acelerado e a respiração ofegante, de repente uma sensação de bem-estar e euforia, você já deve ter se sentido assim em algumas ocasiões, seja com aquele projeto atrasado para entregar para seu chefe ou na realização de um gol em uma partida de futebol.

Provocadas pelos hormônios, adrenalina e endorfina, sempre surge muitas dúvidas de ambos, tentarei explicar algumas.

hormônios Endorfina e adrenalinaAdrenalina

Imagine a cena – você está caminhando por uma rua deserta, de repente percebe que um cão feroz corre em sua direção, com dentes afiados, ele vai te pegar…

Nesse momento seu coração dispara para mandar mais sangue para musculatura, esse por sua vez se tenciona e se prepara para agir, o pulmão puxa e solta o ar freneticamente mandando mais oxigênio para os músculos e para o cérebro, ocorre lipólise que transforma lipídios em ácidos graxos e glicerol, mais energia para os músculos.

hormônio adrenalina age quando o corpo está em momentos de estresse e/ou perigo.  Por isso você pode sentir as mesmas coisas durante uma discussão com seu chefe, em uma montanha russa ou assistindo uma partida emocionante de futebol.

O corpo humano é organismo que está sempre lutando pela vida e pelo equilíbrio, por isso quando alguma das situações acima ocorre o corpo se sente em perigo e entra estado de alerta, liberando a adrenalina na corrente sanguínea.

Esse hormônio atua na pupila dilatando-a aumentando o campo visual, eleva a transpiração, faz vasoconstrição cutânea (diminuição dos vasos sanguíneos da pele) deixando a pele pálida isso evita, em caso de algum ferimento, uma perda excessiva de sangue e vasodilatação nos músculos (aumentando os vasos sanguíneos da musculatura) capaz de levar mais nutrientes e oxigênio para a musculatura.

A adrenalina, apesar de ser um hormônio que prepara o corpo para situações de perigo, pode provocar alguns problemas como infarto ou hipertensão arterial, doenças comuns para pessoas que vivem sobre estresse. Por isso pessoas com doenças cardíacas devem evitar tais situações.

hormônios Endorfina e adrenalinaEndorfina

hormônio endorfina é produzido na glândula da hipófise, diferente da adrenalina a endorfina causa uma sensação de bem-estar, alivia as dores, fortalece o sistema imunológico, melhora o humor e causas maior disposição física e mental.

Ela causa uma sensação de prazer e euforia, ocasionados por comer um chocolate ou sorvete, exercícios físicos ou realizar uma tarefa árdua, por exemplo. Por estar relacionado com bem-estar, esse hormônio está ligado com depressão e ansiedade, já falado aqui anteriormente como liberar o estresse com a atividade física.

A endorfina vicia? Tudo indica que sim, pessoas ativas que ficam tempo sem treinar começam a sentir irritabilidade, insônia e ansiedade como uma crise de abstinência.

Adrenalina e Endorfina – Nos treinos e esportes

Durante o treino adrenalina só será encontrada em níveis elevados, em exercícios muito intensos e diminui poucos minutos após a atividade.

Já nos esporte a adrenalina vai surgir mais em momento de tensão, como um pênalti na final de um campeonato, um arremesso na cesta com poucos segundos para acabar o jogo no basquete, um saque no match point ou momentos de intensidade forte como correr o 400m ou nadar 50m.

A adrenalina se sobre sai também, em esportes radicais onde o risco de vida é maior colocando o atleta em estado de atenção quase o tempo todo, claro que com os treinos e o tempo de experiência as descargas de adrenalina diminuem.

A endorfina no treino é ativada em exercícios de maior duração (média de 30 minutos), com intensidade moderada e continua (aeróbios).  São essas as atividades que causam maior sensação de bem-estar no atleta.

No esporte a endorfina vai ser encontrada em períodos mais longos, com predominância em intensidade moderada, esportes como tênisvôleirugby. Outro momento é no alcance do objetivo da competição, fazer um gol, uma cesta de três, bloquear no vôlei…

Apesar desses hormônios  terem funções diferentes, podemos encontra-los juntos no organismo.

Os hormônios em geral tem função de regular o organismo seja inibidora ou indutora, dependendo da situação, assim seu professor/treinador deve saber como proceder para ativar ou desativar algum hormônio nos exercícios.

Nesses post falei de apenas sobre dois hormônios, porém muitos famosos e comentados no dia-a-dia. Temos diversos hormônios que durante a atividade se são liberados ou inibidos, dependo da intensidade e do volume, um deles já postei aqui, a insulina lembra?

Agora escolha qual você quer ativar mais entre adrenalina e endorfina, adrenalina com esportes radicais… ou endorfina com uma gostosa corrida no parque?

Bom Treino

Sobre o Autor

Personal Trainer e empreendedor. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Precisando de Personal Trainer? Que tal uma consultoria de treino online? - Saiba Mais CREF: 0859033-G/SP