Diabetes e atividade física – dicas para seu treino?

Diabetes e atividade física – dicas para seu treino?

Diabetes e atividade física? Será que o diabético pode treinar? Quais cuidados deve ter? Qualquer atividade pode ser realizada? Vamos saber mais.

Por volta dos meus 10 anos de idade uma palavra modificou a vida da minha família e creio que mudou a de muitas famílias também, se não mudou vai mudar. A palavra era Diabetes.

Na época não sabíamos do que se tratava, como era o tratamento, como proceder em diferentes situações, principalmente na atividade física, que é essencial para o tratamento.

Minha querida irmã descobriu ainda criança que tinha diabetes, um susto para todos da família, ainda mais quando você não sabe o que é. Diabetes Mellitus, é um distúrbio metabólico. Nosso corpo usa açúcar (glicose) como fonte de energia, para que essa energia possa entrar em nossas células, o pâncreas produz um hormônio, a insulina, esse por sua vez é como uma chave que abre a célula para a glicose entrar.

Quando temos uma resistência e/ou um déficit de insulina, ocorre um aumento na taxa de glicose (hiperglicemia), ou seja, há diabetes.

Existem várias causas para que se ocorra a diabetes, mas alguns fatores podem agravar a situação, uma delas é a obesidade, já falada aqui, é um dos principais fatores da diabetes tipo 2 e que vem aumentando pelo mundo todo.

A genética também influência, sendo mais forte na diabetes tipo 1 onde o sistema imunológico ataca a insulina, dessa forma o corpo para aos poucos de produzir essa hormônio.

Diabetes não tem cura, mas tem tratamento, e se tratado a pessoa pode levar uma vida normal como qualquer outra; claro com algumas restrições e cuidados, começando pela alimentação. O tratamento da diabetes é seguido de um controle na alimentação (Veja o que é a: contagem de carboidratos), medicamentos e claro de atividade física.

Diabetes e atividade física – faz parte do seu tratamento

Se você é sedentário, antes de começar qualquer atividade faça exames clínico, geral e cardiovascular. Avise seu endócrino que você irá começar a praticar atividades físicas, ele além de ficar feliz de saber, irá modificar sua dieta e medicação.

Algumas dicas importantes:diabetes e atividade física

Não esquecer – tomar a medicação no horário certo, usar um tênis confortável, levar sempre para o treino alguma fonte de açúcar e medir a taxa de glicemia antes da atividade.

Não treinar – quando a taxa de glicemia for maior que 300mg/dl.

Controlar – importante controlar a frequência cardíaca para saber o nível da intensidade do exercício, e nos treino longos (acima de 1 hora) medir a taxa de açúcar durante o treino.

Deve-se sim fazer o controle da taxa de glicose durante os treinos, porque a atividade pode causar uma grande baixa de glicose no sangue (hipoglicemia). Existem muitos atletas diabéticos e o controle para eles tem que ser maior, cuidados com suplementação e com ingestão de nutrientes durante o treino e competições, tudo isso é essencial para um bom rendimento e para saúde.

Outro detalhe importante,  controle sua glicemia após a atividade, principalmente para atividades físicas de alta intensidade, isso porquê exercícios de alta intensidade pode gerar picos de glicemia seguidos de hipoglicemia.

Em atividades de alta intensidade seu fígado libera o glicogênio, dando energia rápida para os músculos, porém após terminar sua atividade seu corpo mantém o metabolismo alto, isso quer dizer que músculos ainda estão consumido energia mesmo sem atividade. O resultado é uma queda forte na sua glicemia, por isso é importante falar com seu médico e nutricionista para fazer as correções necessárias.

Diabetes e atividade física – os benefícios

O exercício faz parte do tratamento para o diabético, com ele o consumo de glicose no sangue aumenta, melhora a resposta das células a insulina, diminui o colesterol ruim, diminuindo a pressão arterial, há um aumento de massa muscular e um aumento do consumo de energia, diminuindo assim a gordura corporal.

Quem sofre de diabetes têm uma vida comum como qualquer pessoa, ele pode fazer de tudo e todas as atividades que preferir. Como vimos em Diabetes e esportes – é possível? 

Entretanto deixo outra dica importante aqui, procure sempre colocar uma atividade aeróbica (natação, corrida, pedalar…) no seu programa de treino, pois os benefícios serão maiores devido a melhora cardiovascular.

Minha irmã hoje vai muito bem, obrigado, aos poucos ela começou suas atividades físicas, os resultados e a evolução foram incríveis. Adivinhe? Agora ela é nutricionista voltada para diabetes, marque uma consulta com ela: Clique Aqui. 

Já vi alunos passarem mal na academia porque ficaram mais de 1 hora treinando sem ingerir nenhum carboidrato. Talvez por falta de informação ou descuido esses fatos ocorreram, talvez se algum profissional tivesse alertado sobre a intensidade em que eles estavam treinando e o tempo, isso talvez não ocorresse.

Por isso procure um bom profissional para cuidar do seu treino e não tenha vergonha de falar sobre isso com seu professor.

 Espero ter esclarecido alguns pontos sobre a diabetes e atividade física.

Gostou? Compartilhe, siga nosso Instagram!

 Bom Treino

Sobre o Autor

Personal Trainer e empreendedor. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Precisando de Personal Trainer? Clique Aqui CREF: 0859033-G/SP