Urticária Colinérgica: Coceira por conta do suor é comum, mas requer alguns cuidados

Urticária Colinérgica: Coceira por conta do suor é comum, mas requer alguns cuidados

A corrida é um dos esportes mais simples para se praticar e também combater o sedentarismo, seja melhorando a condição física ou então ajudando na perda de peso. No entanto, é fácil ouvir relatos de pessoas que sofrem com coceiras durante ou após a prática do exercício. Tal situação é comum e até normal para quem está começando a correr, porém é preciso cuidado e manter certa atenção. Os sintomas podem ser resultados de uma sensibilidade da pele ou até mesmo uma alergia ao suor produzido pelo corpo.

Urticária Colinérgica é o nome dado pelos médicos e cientistas a essa situação de coceira. E é muito comum entre os atletas de primeira viagem e quem está começando a querer praticar exercícios com maior regularidade. A coceira ocorre quando o corpo tem um aumento de temperatura, algo comum durante a prática de exercício físico. As pessoas com peles mais sensíveis acabam sofrendo com coceiras e manchas, que atingem diferentes partes do corpo, como pescoço, tronco, antebraços e coxas. Cerca de 10% dos adolescentes e jovens adultos sofrem com isso, porém pessoas de todas as idades são suscetíveis a esse tipo de alergia durante uma corrida. Ou seja, é preciso atenção, mas não é motivo para um alarde tão sério.

Juntamente com certas dores no corpo, como já comentamos, a coceira é bastante comum durante uma corrida e costuma cessar logo após o fim da atividade física. No entanto, é preciso ficar atento em caso da aparição de outros sintomas. Dores de cabeça, desmaios, cólicas abdominais e diarreia, são alguns dos sinais para buscar ajuda médica, já que a alergia pode estar afetando o corpo de forma mais severa.

Existem também alguns jeitos para diminuir a coceira logo após o exercício. A primeira ideia é tomar um banho gelado, já que o mais importante é conseguir resfriar o corpo rapidamente. Se o banho não for uma opção, a alternativa é a aplicação de água fria ou então uma bolsa de gelo sobre o local da pele onde a coceira é maior. Outra alternativa é o uso de cremes para pele que possa também resfriar o local. No entanto, as medidas sempre devem ser usadas após a atividade física. Não existe uma forma de prevenir, mas apenas remediar para que a situação de coceira seja mais suportável.

coceira corridaRoupas corretas podem diminuir reação alérgica do corpo

Um cuidado importante para a corrida não fica apenas nos pés e na escolha do tênis. O segredo para combater a alergia está nas camisas e calças, que podem amenizar tal sofrimento com o suor e a temperatura do corpo elevada. Diferentes marcas, de todos os preços, disponibilizam roupas esportivas para enfrentar o suor excessivo. Com isso, é preciso ter cuidado com a temperatura fora de casa e escolher a roupa perfeita dependendo do clima.

Na época de calor, o recomendável pelos especialistas são roupas leves e que ajudem na transpiração. Camisas especiais, assim como calças e meias, são produzidas com a função de ajudar o corpo com a evaporação do suor, evitando que ele fique no corpo. Desta maneira, a temperatura corporal consegue ser controlada já que a transpiração é mais eficiente.

Já no frio a dica é conseguir manter a temperatura e o calor do corpo, sem o risco de sofrer um choque com o vento e o clima frio. Apesar da possível dificuldade em se acostumar ao uso, roupas esportivas para o inverno costumam ser apertadas e diferentes do padrão, é essencial para quem corre, ou pratica qualquer outro tipo de esporte em temperaturas mais frias. O objetivo disso é o controle sobre o suor do corpo, para assim diminuir o sofrimento de reações alérgicas que causam coceira.

A coceira é apenas um sinal ruim?

Apesar de ser um possível alerta, a coceira na prática esportiva geralmente nada mais é que um sinal de que a pessoa está começando a realizar uma atividade com maior intensidade. Especialistas já confirmaram que o ato de suar e transpirar é essencial para a atividade física, seja uma corrida ou até uma musculação padrão. Por isso, a coceira também é um sinal de que o corpo está começando, ou então já está suando e a atividade chegou a um nível de intensidade que faz o organismo precisar controlar a temperatura. É um sinal de eficiência quanto a atividade.

Mas, se a coceira pode fazer alguém desistir de correr, também sempre é possível olhar pelo lado mais supersticioso. Ela sempre foi um bom sinal financeiro. No Brasil, por exemplo, segundo o Guia dos Curiosos, coceira na palma da mão significa que a pessoa pode ganhar um bom dinheiro no futuro. Já no resto do mundo, o significado pode mudar conforme o país e as crenças que envolvem. A Betway Casino possui uma lista de superstições ao redor do planeta e mostra algumas curiosidades. O infográfico indica que no Quênia, por exemplo, país africano famoso pelos maratonistas, dependendo da mão onde está a coceira pode significar dinheiro entrando ou saindo. Outras superstições também envolvem coceiras nos pés, que costumam significar um futuro positivo.

Essa brincadeira de superstição serve também para levar a situação menos a sério, e evitar a preocupação excessiva de quem está começando a praticar um esporte. O suor e a coceira são comuns, até mesmo em atletas profissionais, que acabam buscando alternativas ou então convivem com isso. Então, por mais que seja importante ficar atento com graus mais graves de uma reação alérgica, coceiras pequenas são normais e não podem ser um motivo para desestimular uma atividade. Então, pegue um bom tênis, escolha a roupa certa e continue a correr para ter uma vida mais saudável. Ter uma rotina sedentária é mais perigoso que uma coceira.

Sobre o Autor

Quer mais informações? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato! via Fale Conosco