Exercícios unilaterais e simultâneos – Qual o motivo e exemplos

Exercícios unilaterais e simultâneos – Qual o motivo e exemplos

Muita gente foge dos exercícios unilaterais na academia por ser um exercício mais longo onde a carga tem que ser menor e acaba sendo bem mais cansativo. Porém há uma razão bastante significativa para que esses exercícios sejam feitos.

Quando um professor monta um treino todos os exercícios possuem uma razão para estar lá. O motivo principal de exercícios unilaterais e/ou simultâneos são tentar buscar o equilíbrio muscular.

Todos nós temos um lado predominante, por isso você é destro ou canhoto. O lado predominante está quase sempre em atividade, o que o torna mais forte e alongado comparado ao outro lado.

Esse desequilíbrio muscular quando muito acentuado pode provocar desvios posturais e/ou lesões.

Outro motivo para se realizar esse tipo de exercício é quando já ocorreu uma lesão em algum membro, e para compensar a lesão sobrecarrega-se o outro lado. Também pode ocorrer o contrário, após varias sessões de fisioterapia o lado lesionado fica mais forte do que outro lado que não houve estímulo.

É muito fácil ver esse desequilíbrio: no supino você vai ver um lado subindo mais que o outro, no agachamento o quadril começa a sair de lado, na rosca direta a barra fica em diagonal.

Aí você vai dizer: Mas, Renato, quando eu faço supino, por exemplo, e um lado sobe mais que o outro sempre é o meu lado mais fraco. Não faz sentido…

Se o seu lado predominante for o direito, por exemplo, quando iniciar o exercício ele tende a fazer mais força que o outro lado, o que o leva a fadiga mais rápido que o lado esquerdo e termina com a barra ficando inclinada. O motivo é o mesmo desequilíbrio muscular.

Para corrigir esse desequilíbrio muscular faça treinos de propriocepção e exercícios unilaterais e/ou simultâneos.

Exemplos de exercícios unilaterais e simultâneos

Com meus alunos busco fazer sempre exercícios unilaterais, principalmente na fase de preparação.

Vou dar alguns exemplos de exercícios unilaterais:

Peitoralexercício unilateral – nessa região é bem comum ver desequilíbrios, porque a maioria dos exercícios exige do ombro e tríceps também.

  • Dumbbell Press (supino com halteres) – esse é um ótimo exercício porque exige do peitoral, ombro e tríceps. Melhora a força e resistência, de ambos os lados, e a coordenação motora.
  • Crucifixo com halteres – um clássico da musculação, esse é um ótimo exercício porque é possível força a amplitude do peitoral.

Costas deve estar sempre treinando com a extensão máxima do movimento para não perder flexibilidade.

  • Pulley unilateral – o movimento é similar do pulley com triângulo, porém nesse você faz um braço de cada vez. Um ponto importante: o movimento tem que ser feito com o braço e o tronco permanecendo firmes, sem compensações.
  • Remada Serrote (Remada unilateral) – esse também é um clássico da musculação, esse exercício trabalhará músculos menores das costas e melhorará a postura.

Membros inferioresexercícios unilaterais sempre tem uma diferença enorme e, se você pratica algum esporte, além dessa diferença ter mais chances de ser mais acentuada o risco de lesão aumenta.

  • Afundo – fazer exercícios unilaterais livres é melhor, pois irá exigir de músculos mais profundos e posturais, melhorando a coordenação e o equilíbrio em todos.
  • Agachamento unilateral – esse é para alunos mais avançados, mas é possível adaptar colocando um banco atrás, por exemplo.

Esses foram só alguns exemplos de alguns exercícios unilaterais e simultâneos, a importância de realiza-los e de preferência faze-los livres.

Se você gosta de máquina, porque é mais pratico, não tem problema, desde que faça alguns unilaterais durante a programação do seu treino.

Gostou? Compartilhe e…

Bom treino

Sobre o Autor

Personal Trainer e empreendedor. Treino é mais do que um vício: é um estilo de vida para mim! Precisando de Personal Trainer? Que tal uma consultoria de treino online? - Saiba Mais CREF: 0859033-G/SP