Carreira > Ginástica Laboral previne lesões

Ginástica Laboral previne lesões

ginástica laboral

Cada vez mais as empresas se preocupam com seus funcionários, incentivam hábitos saudáveis, prática de atividade física e até pausas durante o expediente para lazer e relaxar. E a ginástica laboral não pode ficar de fora. 

O ambiente de trabalho está mais moderno e descontraído. As empresas incentivam momentos de lazer com ambientes para happy hour e jogos entre os funcionários, incentivam hábitos saudáveis através de palestras e parcerias, mas estão colocando de lado a ginástica laboral.

Para compreender a principal função da ginástica laboral precisamo entender sobre o que é LER, Lesão por Esforço Repetitivo.

O que é LER – Lesão por Esforço Repetitivo?

Essa lesão era muito comum nos trabalhadores de fábrica que realizavam o mesmo movimento por horas seguidas. Porém atualmente, o mesmo movimento repetitivo pode ser encontrado em diferentes ambientes de trabalho. Imagine horas na mesma posição digitando e usando um mouse realizando o mesmo movimento.

A LER também está relacionado com a postura incorreta. Com o passar do tempo a lesão se torna tão incômoda a ponto de atrapalhar ou impedir a pessoa de continuar sua função.

Como sempre o melhor tratamento é a prevenção, então surgiu a ginástica laboral!  Por realizar o mesmo movimento muitas horas seguidas, normalmente com uma péssima postura fica fácil identificar tensionamento e encurtamento muscular em diferentes regiões do corpo, retorno sanguíneo prejudicado e desalinhamento postural.

Ginástica Laboral no trabalho

Logo as empresas entenderam que os funcionários precisavam de exercícios para melhorar e prevenir essas lesões, então é muito comum a contratação de professores de educação física ou fisioterapeutas para essa atividade.

A seguir vou dar umas dicas de como deve ser uma aula de ginástica laboral, para que tanto  as empresas como os profissionais da área possam entender e tirar o melhor proveito dessa atividade.

A ginástica laboral normalmente tem um período de 15 à 30 minutos, pode ser realizado no inicio do expediente, durante e/ou no final.

Para entender a dinâmica da aula, a ginástica laboral foi divida em classes, mas em uma mesma aula pode trabalhar diferentes classes ou variar de acordo com o período que a aula é realizada.

Preparatória: a função é preparar o organismo para atividade, aumentar frequência cardíaca e oxigenação muscular. Normalmente é realizado no início das atividades. Os exercícios são com movimentos articulares e contrações musculares.

Compensatória: busca aliviar as tensões musculares e correções posturais. Normalmente é realizado durante o expediente. Os exercícios mais comum são alongamentos e exercícios respiratórios.

Relaxamento: essa o próprio nome já diz, o objetivo é aliviar a tensão muscular e o estresse. Pode ser feito durante o expediente ou no final. Os exercício são alongamentos e massagens.

ginastica-laboral-como-e-aulaComo deve ser a aula de ginástica laboral

Normalmente as aulas são realizadas durante o expediente. Uma vez que é muito difícil fazer com que todos os funcionários cheguem no mesmo horário e no final do expediente todo mundo só quer ir para casa. Mas isso será de empresa para empresa é preciso analisar.

As aulas tendem a ser em grupos, grupos de 15 – 20 pessoas é o ideal para que 1 professor possa corrigir e ajustar todo mundo.

Muito cuidado com a escolha dos exercícios, ginástica laboral não é para fazer “polichinelos ou abdominais”, a maioria das pessoas não estão com roupas adequadas, algumas tem restrições que será difícil saber no momento. Isso inclui também algumas posições do alongamento.

Aproveite o espaço, muitas vezes as aulas são realizadas nas salas dos próprios funcionários, isso quer dizer que haverá mesas e computadores entre vocês. Realize alongamentos na cadeira do trabalho ou em pé ao lado da mesa.

Músicas são ótimas para relaxar e quebrar a tensão do ambiente, coloque músicas calmas e nada de volume alto, pode estar rolando uma reunião na sala do lado.

Atividades em duplas são ótimas para gerar interações no grupo, soltura com a bola de massagem pode ser uma boa opção.

Busque entender a dificuldade de cada um do grupo e aos poucos nas aulas passe exercícios para compensar aquela dor ou tensão.

Na sua empresa possui ginástica laboral? Compartilhe! Siga nossa FanPage.