O que são aminoácidos? Descubra a diferença no seu rendimento

O que são aminoácidos? Descubra a diferença no seu rendimento

Você já deve ter ouvido falar do aminoácidos? Mas sabe quais os papeis dele no nosso organismo? E para você que treina, qual é a função? 

Os aminoácidos  são moléculas compostas por hidrogênio, carbono, nitrogênio e oxigênio. Alguns também são formados por enxofre. A ligação entre um e outro aminoácido é responsável pela formação das proteínas.

Basicamente, existem dois tipos de aminoácidos – os essenciais (obtidos por meio de dieta ou suplementação) e os não-essenciais, produzidos naturalmente pelo nosso organismo.

O que são aminoácidos?

São moléculas também conhecidas como micronutrientes. Esses são formados em meio aos processos de transcrição e tradução do nosso DNA. Sendo assim, quando diferentes aminoácidos se juntam, eles formam uma cadeia completa de DNA.

Os aminoácidos podem ser conceituados como nutrientes do tipo orgânicos. Tais moléculas possuem dois diferentes grupos: o carboxílico (ligados a um carbono central) e o amina.

Para compreender melhor o que são, basta entender que nosso organismo é integralmente formado por proteínas.
Sendo assim, tudo começa na formação de um aminoácido com outro, que leva às ligações peptídicas que resultam na composição de cadeiras de proteínas.

Ao total, existem 20 diferentes tipos. Destes, nosso organismo é capaz de produzir 12 (os conhecidos como ‘não-essenciais’). Os outros oito aminoácidos (chamados de ‘essenciais’) podem ser obtidos tanto por meio de determinados alimentos como por suplementação. São eles:

Aminoácidos não-essenciais: prolina, ácido aspástico, glicina, glutamina, serina, alanina, ácido glutâmico, tirosina, aspargina, cisteína e prolina.

Aminoácidos essenciais: leucina, fenilalanina, triptofano, lisina, valina, histidina, isoleucina e treonina.

A seguir, confira quais são os principais benefícios dos aminoácidos no organismo – especialmente para os indivíduos que treinam.

aminácidos benefíciosQuais são os benefícios dos aminoácidos para quem treina

Esses micronutrientes são os responsáveis pela formação de proteínas – sendo estas, por sua vez, fundamentais para a reconstrução de músculos. Além disso, estas moléculas também são essenciais na reparação de fibras musculares.

Só para se ter uma ideia da importância, eles são responsáveis por produzirem algo como 15 mil enzimas e 50 mil proteínas.

Quando consumimos proteínas (especialmente pela alimentação), as enzimas digestivas trabalham de modo a quebrá-las em centenas de milhares de pedacinhos. Quando estão bem pequenos, eles voltam ao formato de aminoácidos para que possam ser absorvidos e posteriormente usados pelo organismo.

Entre os principais benefícios dos aminoácidos para quem treina podemos destacar:

1. Aumento na sintetização proteica

Além de aumentar a síntese de proteínas, reduzem os riscos de lesões musculares após os treinos. Isso ocorre uma vez que, em meio a treinos intensos, o organismo do indivíduo entra em estado de catabolização – o que resulta em perda de músculos.

Mas, quando a pessoa está bem suplementada com aminoácidos, a sínteses de proteínas não é pausada neste processo e o resultado é a hipertrofia muscular.

2. Estímulo para a imunidade

O consumo de aminoácidos aumenta também o metabolismo corporal, e consequentemente, traz vantagens para o sistema imunológico.

Os indivíduos que treinam sofrem frequentemente com a queda dos níveis de linfócitos, macrófagos e neutrófilos, todas células importantíssimas para a defesa do organismo. Porém, quando o consumo desses micronutrientes também é alto, esses níveis são supridos e a saúde é mantida lá em cima.

Além disso, outros benefícios no consumo de aminoácidos para os indivíduos que treinam são: auxílio na diminuição dos níveis de colesterol ruim, coadjuvante no tratamento de alguns tipos de câncer, melhora da digestão e manutenção de massa muscular magra (mesmo em períodos afastados dos treinos).

Mas é claro que cada aminoácido possui uma função específica em nosso organismo – não à toa, cada um, separadamente, também irá provocar diferentes benefícios. A seguir, confira quais são os principais deles:

-> Leucina: melhora na cicatrização dos ossos e pele;
-> Valina: reparação dos tecidos musculares e queda do apetite;
-> Isoleucina: aumento na energia e reparação muscular;
-> Triptofano: combate natural à ansiedade, depressão e estresse;
-> Fenilalanina: alívio de dores musculares, queda na vontade de comer doce e aumento nos níveis de endorfina;
-> Treonina: aumento na produção natural de elastina e colágeno pelo organismo;
-> Lisina: auxiliar o aumento da produção natural de GH (conhecido como o hormônio do crescimento).

Os aminoácidos encontrados no mercado e suas diferenças

O principal suplemento de aminoácidos encontrado no mercado é o BCAA. O BCAA é composto por quatro aminoácidos essenciais de cadeia ramificada, sendo eles a isoleucina, leucina, valina e glutamina. Basicamente, ele auxilia no aumento da energia durante os treinos, melhora da recuperação dos tecidos musculares e melhor sintetização de proteínas no pós treino.

Outro aminoácido de grande importância também encontrado no mercado é a glutamina. Ele auxilia na redução dos picos de catabolismo durante os treinos, além de melhorar a recuperação da imunidade e da própria mucosa intestinal.

Ambos os suplementos de aminoácidos destacados são obtidos a partir do soro do leite. Você pode comprar seu aminoácido em nossa loja: clique aqui

Gostou? Compartilhe e…

Bom treino

banner post

Sobre o Autor

Nutricionista por amor... Deixe que a nutrição cuide de você! Saiba mais sobre a Deise CRN:3-40982

Artigos Relacionados