Como escolher uma academia?

Como escolher uma academia?

Você sabe como escolher uma academia? Elas são milhares, uma em cada esquina. Grandes, arrojadas, bem decoradas, simples, pequenas ou agitadas. O que antes era fácil de escolher, mesmo porque não havia muitas opções, hoje é uma dificuldade.

Há uma regra básica na escolher uma academia: você terá duas chances de se dar bem e não “fugir” da academia se ela for:

1 – Perto de casa ou do trabalho;
2 – No caminho de casa ao trabalho e vice-versa.

Fácil assim! Se for fora da sua trajetória diária, você desistirá! São as estatísticas. Não é você o culpado por ter deixado de frequentar a academia, a culpa é dela de ser longe! Claro :D Brincadeiras à parte, você já percebeu que nos arredores da sua casa e/ou empresa existem várias academias.

Caso não haja, no caminho elas são centenas! Vá observando: Estúdio de Pilates “X”, Estúdio de Personal “Y”, Cross “W”, Academia “Fulano de Tal”, Musculação e Ginástica “A”, “B”, “C” e não vão parar de aumentar, cada vez mais especializadas e cheias de alunos. E você com mais e mais dúvidas… As dicas 1 e 2 você já anotou. Vamos às outras que tenho certeza irão te ajudar a decidir.

Você já sabe o que gosta nas academias? Pergunta difícil… Vamos inverter – você sabe o que não gosta nas academias?

(Dica dentro da dica: caso você não goste de música alta e se ao visitar uma academia o volume estiver muito alto para seu gosto, desista! Matricular-se e depois pedir mudanças na rotina da academia só trará aborrecimentos para você.

O mesmo se aplica à limpeza, horários de funcionamento, etc. Ao visitar academias, e terá que fazê-lo para poder optar, vá anotando o que você não gosta:

1 – Recepção: desde as pessoas até o visual – lembre-se de que irá vê-los toda vez que entrar na academia;
2- Cheiro: você não deve sentir ou deve ser agradável;
3- Luminosidade: deve ser confortável para seu humor;
4- Vestiários: devem ser aprovados pelo seu controle de qualidade;
5- Ar condicionado: há quem ame e quem odeie. Posicione-se e escolha uma academia que concorde com sua opinião.

Depois disso tudo, seu pensamento deve ser – “não encontrarei algo que aprove 100%!” Concordo! Pense em algo que você suporte encontrar no mínimo três vezes na semana e veja como se sente. Pondere.

Professores, equipamentos e aulas pesam na escolha como todos dizem? A resposta é para você pensar:como escolher uma academia

1- Você gosta de professores corrigindo seus movimentos o tempo todo? Há muitas pessoas que não gostam de professores cuidando deles. Se você gosta, então professores são importantes na sua escolha de academia. Observe se são formados e se têm experiência;
2- Você vai usar equipamentos? Se não gosta de musculação, para que se preocupar com maquinário e materiais? Foco no que você pretende fazer no tempo que frequentará a academia;
3- Vai fazer aulas? Com exceção de Yoga, Pilates e alongamento, todas as aulas de academia são barulhentas, lotadas de pessoas suadas e badaladas. É esse seu sonho? Ótimo, já definimos uma preferência (ou não!).

Outra maneira de escolher uma academia é basear-se na sua personalidade:

1- Extrovertidos: você é falador, adora gente e agitação, procure as “badaladas” da sua cidade. Elas vão te animar.
2- Tímidos: gente muito perto te incomoda e pessoas te olhando pela janela da academia te aborrecem, procure estúdios onde poucas pessoas são atendidas por horário. Será mais confortável.
3- Gosta de atenção: você precisa de um personal. Ele estará durante aproximadamente uma hora focado no seu treino e dará toda a atenção que você precisa para sentir-se bem atendido.

Tenho a última dica: tente free days ou free pass. Toda academia tem um ou mais dias gratuitos onde você experimenta tudo o que comentamos anteriormente. Assim sua decisão será baseada na experiência que obteve com os profissionais daquela academia.

Agora você sabe como escolher uma academia! Gostou? Compartilhe!

Sobre o Autor

Fomos arquitetados para o movimento. Não há sentido em ficar sentado o dia todo! Consultora em fitness. Quer uma consultoria para sua academia ou clube? Saiba mais sobre a Marcia