Treino ao ar livre – Por que é tão bom?

Treino ao ar livre – Por que é tão bom?

É inegável: basta um passeio ao parque, uma visita à fazenda ou uma ida à praia para nosso humor mudar! Já perceberam? Por que será que nos sentimos tão bem? Existe explicação científica do porquê o treino ao ar livre é tão bom! 

O treino ao ar livre

Vamos entender o ambiente. Ao ar livre, normalmente estamos mais em contato com o Planeta através da natureza. Nosso Planeta emite uma certa freqüência assim como nosso cérebro. Como explicam Marcos de Castro Carvalho, Gerson Silva Paiva & Eduardo Novaes Heringdo CBPF – Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas do Rio de Janeiro, “O espaço delimitado pela terra e a ionosfera forma um guia de ondas que tem sua freqüência natural característica (freqüência de ressonância) em 7,83 pulsações por segundo, esta freqüência é fixa e vai continuar sendo ao longo da vida da terra.

A frequência da pulsação da terra tem algumas ligações empíricas com os sistemas biológicos e coincide com a freqüência das ondas alfa do cérebro humano, provavelmente por uma adaptação humana ao ambiente eletromagnético no decurso da evolução da espécie.”

Observando essas pesquisas e adicionando a ótima sensação que se tem quando ao ar livre, pode-se concluir que há uma sincronia entre nosso bem estar e o do Planeta.

Estudos recentes conduzidos pela Universidade do Minessota apontam uma grande relação entre essa freqüência de 7,83 pulsações por segundo e a saúde humana. E apesar de ser puro empirismo, sentimo-nos bem quando em contato com a natureza.

O que seria melhor do que um treino ao ar livre, então?

Resposta fácil – treinar conscientes de que estamos fazendo o melhor para nossos corpos e mente. Treinar, em si, já é um sinal de profundo respeito pelo próprio ser – nos dedicamos a manter a saúde, fortalecer nossos músculos e resistências física e emocional. Ao adicionarmos um ambiente favorável (e fugir do estresse que já nos assola) promovemos um duplo benefício a nós mesmos.treino ao ar livre

Sinal de que estamos indo bem: conseguimos reservar tempo para nosso treino e nos expomos a uma freqüência agradável à nossa saúde.

Além desse fator científico, teremos o céu para olhar quando deitarmos para fazer abdominais ou outros exercícios. Teremos o mar para observar enquanto contarmos os agachamentos executados.

Árvores para afixar o TRX ou a borracha e fazer mais movimentos de força e/ou resistência. Alongar em ambientes assim é muito bom e se você pratica Yoga, vai sentir toda a paz do lugar.

Sem críticas às academias – elas são nossa salvação nas grandes cidades por vários motivos: praticidade, segurança, diversidade, etc. O que dizer se tivéssemos isso tudo e, ainda mais, num parque próximo de casa ou do trabalho? Seria ideal não acha?

Bons Treinos

Sobre o Autor

Fomos arquitetados para o movimento. Não há sentido em ficar sentado o dia todo!