Treino em dias quentes

Treino em dias quentes

Passeando pelas ruas na praia e na cidade, observa-se muitas pessoas exercitando-se ao ar livre, mesmo com o sol a pino! Porém alguns cuidados deve ser tomados com o treino em dias quentes. 

Aspectos como: ter experiência na atividade, transpirar normalmente, hidratar-se mais, treinar moderadamente e o mais importante, “ouvir seu corpo” caso esteja sentindo-se mal, permitirão ao praticante exercitar-se sem o perigo de insolação ou desidratação.

Dicas de como fazer seu treino em dias quentes

– Praticantes experientes têm grande conhecimento do próprio corpo, dos seus limites e do esporte que praticam. Iniciantes ainda não tiveram tempo para experimentar todos os aspectos da atividade e muito menos das reações de seus corpos durante o exercício.

Atividades em climas extremos exigem alto nível de atenção às reações do corpo durante a execução. Pessoas com vários anos de prática têm mais facilidade de lidar com essas situações já que se expuseram a várias delas e sabem como seus corpos reagirão.

– Transpiração adequada é fundamental para dias de calor, aliás, para dias de menos calor também. Algumas pessoas transpiram pouco e acreditam ser uma benção! No caso das práticas esportivas, a transpiração desempenha um papel crucial – manter nossos corpos à temperatura de 36,5 C, acima disso, nossos corpos entram em colapso e teremos os efeitos das febres altas.

Portanto, transpirar é essencial. Enxugue apenas área dos olhos e permita que seu corpo fique com suor, pois abaixa a temperatura da pele.

– Hidratar-se durante o exercício nem sempre é confortável, pois interrompe por alguns segundos a performance.
Entretanto a necessidade de hidratação durante dias quentes supera a importância de performance. Muita água antes, durante e depois da atividade!

– Moderado é o nível de treinamento que se deve usar para dias muito quentes. O corpo já tem que lidar com a condição de manter a temperatura estável e o esforço de bater qualquer recorde pode tornar-se uma péssima ideia.

– “Ouvir o corpo” parece meio óbvio, entretanto o que se encontra entre praticantes é “Eu queria correr mais um quilômetro!” ou “Estava terminando mais 5 minutos…” e essas decisões foram tomadas ignorando os sinais do corpo:

– Início de dor de cabeça e tontura/náusea/cansaço podem ser sinas que seu corpo está enviando. O que fazer? PARAR imediatamente, ir para a sombra, beber muita água e, em alguns casos, pedir ajuda!

Treino em dias quentes
Muita água antes, durante e depois da atividade!

Outros sintomas que provam que você passou do ponto treinando no calor:

– Parar de transpirar

– Perda de coordenação ou enrijecimento muscular

– Confusão

– Agressividade ou comportamento irracional

– Colapso

– Palidez

Regras de Ouro para manter seu treino em dias quentes:

1. Comece a treinar no inverno! Em 6 meses, você estará mais experiente.

2. Use roupas que permitam o suor entrar em contato com o ar. Proteja a pele com tecidos “dry fit” e/ou protetor solar esportivo. Bonés ajudam muito.

3. Beba água. Antes, durante e depois.

4. Treine moderadamente. Verão não é a estação de bater recordes!

5. Escute os sinais que seu corpo envia e, sem receio, deixe para um horário mais frio seu treino.

Agora você já sabe como é um treino em dias quentes. Bom treino!

(Fonte Sport Medicine of Australia.)

Gostou? Compartilhe! Siga nossa FanPage!

Sobre o Autor

Fomos arquitetados para o movimento. Não há sentido em ficar sentado o dia todo! Consultora em fitness. Quer uma consultoria para sua academia ou clube? Saiba mais sobre a Marcia